CAPAS - SITE-15.png
  • Instagram
  • Linkedin
  • Facebook
  • Youtube
  • Every

COMO IMPLEMENTAR UM PROGRAMA DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE PRIVACIDADE NA PRÁTICA?


A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) é um assunto que interessa a todos os colaboradores, gestores e clientes das organizações brasileiras. Diante disso, é importante que o conhecimento sobre as boas práticas de governança em privacidade não se restrinja a uma parte da organização, como o comitê de privacidade, nem mesmo seja restrito às áreas jurídicas e de tecnologia da informação da empresa.


Nessa linha, não basta que a empresa adeque seus contratos, sistemas e processos, sendo também muito importante que seja implementado um programa de conscientização em todos os níveis operacionais e gerenciais. Isso reforça o cumprimento das normas de privacidade, uma vez que elas passam a ser de conhecimento generalizado, bem como cria a cereja do bolo de um bom projeto de implementação da LGPD – a cultura de privacidade.


Mas como implementar um programa de conscientização sobre privacidade na minha empresa de forma eficiente? Neste artigo, serão compartilhados alguns conselhos que não podem faltar no desenvolvimento de um programa de conscientização. São eles:


1. Envolva a Alta Direção

O poder financeiro e decisório das organizações está na Alta Direção, portanto, o apoio do topo da empresa é fundamental para que o programa de conscientização saia do papel com o suporte financeiro e estratégico necessários;


2. Não deixe o programa de conscientização para o final do projeto

Desde o princípio do projeto de adequação à LGPD, pense em como é possível criar a cultura de privacidade, envolvendo o maior número possível de colaboradores nos desdobramentos das ações executadas desde a primeira reunião realizada. A ideia de um programa de conscientização é, basicamente, expor e explicar as diretrizes da LGPD e como elas impactam nas atividades do dia a dia de todos, demonstrando a importância da aderência à Lei. Assim, à medida que o projeto evoluir, o nível de maturidade crescerá em profundidade e horizontalidade de conhecimento. Lembre-se! A privacidade deve ser incorporada desde o início do projeto, por força do princípio da privacidade desde a concepção (privacy by design). Por isso, comece já;

3. Busque utilizar ferramentas para propagação do conhecimento durante o projeto (e depois da finalização deste)

Existem muitas formas de trocar informação dentro de uma organização – intranet, redes profissionais internas, grupos em aplicativos. Utilize essas ferramentas para a divulgação de notícias e novidades sobre a LGPD. Teste abordagens como vídeos, textos, imagens, mas mantenha o assunto “vivo” dentro da organização de maneira lúdica. Não se esqueça que são os colaboradores quem executarão as atividades diárias, então eles precisam se envolver com o tema;


4. Promova workshops, palestras e treinamentos para TODOS

Há uma tendência de que somente gestores ou fiscais sejam público-alvo de treinamentos, mas é essencial que todos os níveis da empresa tenham contatos recorrentes com a LGPD. Dessa maneira, promova eventos que possibilitem a transmissão de conhecimento e o saneamento das dúvidas dos colaboradores. Ainda que exista um treinamento específico voltado para determinadas áreas e pessoas, é importante que sejam realizados eventos que agreguem todos os níveis operacionais da empresa;


5. Para atingir a conformidade contínua, não deixe a conscientização de lado

O momento de realizar os eventos de conscientização e divulgar materiais sobre privacidade e proteção de dados pessoais não deve ter fim. O assunto é vasto, novas diretrizes virão...então é de suma importância que existam ciclos de conscientização periódicos sobre o tema. Assim, a empresa mantém a cultura de privacidade criada e permanece em conformidade com as leis e regulamentações vigentes.

Diante do exposto, é possível perceber o quanto um programa de conscientização bem executado faz diferença na cultura de privacidade de qualquer organização. Existem consultorias especializadas na implementação de programas adaptados ao contexto dos clientes. Invista nisso.


Ficou com alguma dúvida ou gostaria de conhecer o nosso trabalho? Fale conosco!



Camila Borges Pires

Analista Jurídica da Every

Posts recentes

Ver tudo